*A ilustração traz a enfermeira da Alice Gislaine Damasceno, representando os profissionais de saúde que operam a plataforma Wanda na Alice.

“Gente que cuida de gente”. Esse era o lema de Wanda Horta ao defender que a enfermagem deve entender e incluir as fragilidades humanas na assistência à saúde. As condições sociais, as emoções, o olhar mais profundo e individualizado devem ser contemplados no atendimento. Os olhos nos olhos que todos nós ansiamos ao falar sobre nossa saúde. Um conceito que fortalece o papel vital da enfermagem, inspira gerações de profissionais e que a Alice materializou por meio de tecnologia.

Como a primeira e única gestora de saúde do Brasil, é natural que a história da Alice se encontre com a da professora na construção de um mundo mais saudável. Em épocas diferentes, estamos empenhados em construir um modelo que foque na saúde de maneira integrativa, entendendo as necessidades humanas e as levando em consideração na coordenação do cuidado.

E eis que surgiu a Wanda, da Alice. Uma plataforma que consolida o papel da enfermagem e o modelo teórico que Wanda Horta defendeu. Portanto, o histórico do membro, diagnóstico, plano assistencial, plano de cuidados, evolução e o prognóstico de enfermagem; todas essas informações estão reunidas de uma maneira que só a tecnologia poderia integrar.

Gestora de saúde, porque um plano de saúde não é suficiente

Não é curioso que, por meio da tecnologia, a Alice conseguiu trazer mais humanização ao cuidado da saúde das pessoas? É até por isso que temos a honra de ter a nossa própria Wanda, que presta uma homenagem à inesquecível enfermeira e professora.

Interface da Wanda: a ferramenta conecta profissionais de saúde com o membro

A Wanda da Alice é como um diário vivo, onde cada membro tem sua história desenhada e acompanhada por uma equipe multidisciplinar e coordenada por uma enfermeira. Um time que entende não apenas da sua saúde, mas sua necessidade e história escrita antes e depois de se tornar membro. Uma forma única de gente que cuida de gente de maneira integrativa, em tempo real e com diálogo aberto.

A plataforma reúne um mapa de cuidados com tarefas de cada membro, atenção a determinadas situações e o acompanhamento completo da sua saúde. A Wanda registra agendamentos de exames, marcações futuras para retornos a consultas, monitoramento de queixas de sono, evolução nos indicadores de saúde mental e até comentários que outros especialistas fizeram durante as consultas e que nem sempre o paciente lembra após um tempo.

“A Alice é o primeiro lugar onde eu vejo os conceitos de Wanda Horta serem aplicados de uma maneira completa e com um direcionamento tão forte à coordenação do cuidado. Onde posso exercer meu papel como enfermeira com olhos atentos às necessidades de cada membro e como auxiliá-los de forma proativa”, conta a enfermeira da Alice Gislaine Damasceno. “A tecnologia permite que você tenha uma visão a longo prazo, assim como uma coordenação mais profunda do enfermeiro com outros profissionais de saúde, baseada em diferentes evidências para a tomada de decisão.”

Em termos práticos, é fácil visualizar a Wanda na rotina de cada membro.

Quando o membro está com uma dor abdominal, não será levado apenas o acompanhamento dos sintomas recentes para o diagnóstico. O entendimento do histórico pessoal, profissional, de exames antigos e até uma compreensão mais abrangente de saúde, como sono, saúde mental e atividade física, serão levados em consideração pelo seu Time de Saúde, no Alice Agora (atendimento emergencial) e também no pronto-socorro por meio da Wanda.

“Quando o membro faz um exame, ele não precisa buscar e levar ao médico. A Wanda recebe para ele faz essa ponte. Deixa o exame para que o time possa avaliar e já dar um feedback para o membro”. Por isso, a Wanda na Alice existe; ela torna nosso propósito de tornar as pessoas saudáveis em realidade, além da relação com o membro próximo e proativa, criando uma educação em via dupla do que é saúde”, aponta Gislaine.

A Wanda é utilizada por todos os profissionais de saúde da Alice e é o coração das tomadas de decisões e dos indicadores que priorizamos na construção de um mundo mais saudável. Quem transforma cada dado em um olhar integrativo à saúde são os enfermeiros, os mesmos que são conduzidos desde sua formação pelo modelo conceitual de Wanda Horta de olhar para a necessidade básica de cada um. Estamos colocando em prática um cuidado à saúde cada vez mais integrado e humanizado.

Leia mais: O impacto de uma gestora de saúde na vida de uma pessoa em números

Quer fazer parte da Alice? Simule seu plano aqui