A nossa missão é tornar o mundo mais saudável. E só vamos chegar lá se tivermos um time de peso que compartilhe das nossas virtudes e da nossa imensa vontade de reconstruir a saúde no Brasil. Como uma gestora de saúde, precisamos cada vez mais pessoas engajadas nesse propósito.

Foi pensando em agregar ao nosso time de Pitayas ainda mais pessoas talentosas, cheias de vontade de “ir pra arena” {uma das nossas virtudes, inclusive} e mudar o mercado de saúde, que decidimos realizar a aquisição da startup Cuidas.

Existe uma semelhança da cultura e valores da Alice e Cuidas, assim como nossos sonhos e objetivos de longo prazo, como explicam os fundadores da Alice — Guilherme Azevedo, André Florence e Matheus Moraes — aqui nesse comunicado.

“Os pilares da Cuidas – Atenção Primária, tech e experiência – conversam diretamente com a Alice; e os modelos de saúde são semelhantes. Acima de tudo, o que mais nos impressionou sobre a Cuidas foi a qualidade do time, começando pela Deborah e pelo João. Eles foram competentes em trazer outras pessoas incríveis, que ajudaram a construir praticamente do zero os times de Atenção Primária e engenharia; o que nos despertou mais vontade de juntar forças”, revelam.

Fundada em 2018 pelos sócios Deborah Alves,João Vogel e Matheus Silva, a Cuidas nasceu com a missão de fazer com que os colaboradores de empresas sejam cada vez mais saudáveis com um cuidado acessível, tecnológico, humano e eficaz {nossa cara, não acham?}.

Um dos principais objetivos dessa transação é a integração ao time da Alice dos profissionais das áreas de engenharia, tecnologia e saúde, como médicos e enfermeiros. Assim, os “Cuiders” passam a ser “Pitayas”!

Fundadores da Cuidas, Deborah Alves e João Vogel – que agora passam a integrar o time da Alice –  veem na aquisição a oportunidade de unir forças com um parceiro capaz de construir “nada menos que uma das maiores empresas de saúde do Brasil”.

“Estamos impressionados com o time que a Alice montou e segue construindo. A Alice foi capaz de crescer de 500 para 5000 membros em 12 meses, o que lhes permitiu captar grandes rodadas de investimento, incluindo o maior Series B da história de healthtech do Brasil, e portanto também atrair e reter os melhores talentos do mercado”, afirmaram João e Deborah em carta aberta aos funcionários da Cuidas.

João e Deborah também escreveram que estão “verdadeiramente emocionados” com o momento e “exageradamente empolgados” por agora fazerem parte da Alice. “Juntos, vamos chacoalhar esse sistema de saúde caótico que temos hoje. Vamos, juntos, provar ao Brasil que é possível entregar um melhor equilíbrio entre acesso e qualidade em saúde”, dizem em nota.

Fundadores da Alice e da Cuidas {agora Alice}

Com o reforço vindo da Cuidas para o nosso {já excelente} Time de Saúde e times de engenharia e tecnologia, podemos melhorar ainda mais nossa entrega de saúde como deve ser: como foco nas pessoas.

Tem dado certo. Em 2021, fizemos alguns estudos, com base na metodologia científica EUROQOL-5D, que mostraram que depois de 90 dias com o apoio do nosso Time de Saúde, 80% dos(as) membros(as) Alice que tinham um baixo índice de qualidade de vida melhoraram seus indicadores.

No mesmo período, 75% dos(as) membros(as) diagnosticados com depressão e a mesma porcentagem de pessoas com diagnósticos de ansiedade, apresentaram melhoras do quadro. Sem falar nos 58% dos(as) membros(as) que aumentaram o tempo dedicado à atividade física por semana.

Hoje, já somos 5 mil membros(as) Alice fazendo a gestão da sua saúde de forma individual e personalizada e descobrindo novas formas de cuidar da sua saúde — sem que você precise esperar ficar doente para isso.