Nossa missão é tornar o mundo mais saudável. Uma jornada longa que só é possível tendo ao nosso lado pessoas que acreditam e vão para arena para fazer isso acontecer.

Por isso, estamos muito felizes em fechar o ano com uma excelente notícia: levantamos mais uma rodada de investimentos: o Series C. Apenas dez meses após o Series B.

No valor de US$ 127 milhões, a captação liderada pelo SoftBank Latin America Fund (SBLA) é a maior já registrada para uma healthtech na América Latina. No total, desde o início da Alice, já levantamos 174,8 milhões de dólares.

Para nós, isso significa uma coisa: tem muita gente que também acredita que um mundo mais saudável é possível. E pode ter certeza: encaramos tudo isso como uma grande responsabilidade e compromisso.

“Sabemos que nossa responsabilidade é gigantesca e estamos muito otimistas que seguimos no caminho certo, com um time apaixonado e uma comunidade de especialistas altamente engajada com nosso propósito. Agora, com mais capital, intensificaremos investimentos para continuar reconstruindo a saúde no Brasil”, conta André Florence, nosso CEO e cofundador da Alice. 

Alice do futuro: cada vez mais perto de tornar o mundo muito mais saudável

Com o novo aporte financeiro, vamos conseguir crescer ainda mais e levar a saúde como deve ser para mais e mais pessoas.

Hoje, somos mais de 500 Pitayas indo pra arena todos os dias para garantir a gestão de saúde de mais de 6 mil pessoas {e por trás de cada uma delas, tem uma história}. Um número quase 10 vezes maior do que o registrado no início do ano, quando a gente tinha 674 pessoas membras.

Sim, temos muitos motivos para comemorar. Mas temos que ir muito além. Precisamos mudar o sistema de saúde privada, saindo de vez da lógica de seguro de saúde que domina o setor. Na Alice, apostamos na gestão de saúde personalizada, integrada e humana de cada pessoa.

Como? Por meio de tecnologia, coordenação de cuidado e reforçando cada vez mais a importância da atenção primária. Na Alice, hoje, 88% das pessoas membras da Alice  resolvem casos de saúde no Alice Agora (o atendimento online e imediato do Time de Saúde) sem sair de casa.

Vamos também reforçar cada vez mais a importância do modelo de saúde baseada em resultados, no qual as instituições de saúde são remuneradas pela qualidade do atendimento e não pelo número de procedimentos feitos.

O foco é na saúde, não na doença. É sobre criar novos hábitos, cuidando  da saúde no dia a dia. É sobre pessoas mais saudáveis incentivando outras pessoas a viverem melhor. É sobre compartilhar conhecimento com base em evidências científicas. É  sobre investir na saúde. 

Novas tecnologias, mais saúde pras pessoas

Em termos práticos, vamos investir em mais soluções que ampliem o acesso às nossas ferramentas de gestão de saúde.

“Nossa visão é ser muito mais que um plano ou um app; queremos ser o lugar onde os brasileiros cuidam de sua saúde de ponta a ponta”, diz André.

Também vamos entrar com tudo no mercado corporativo levando saúde para um ambiente que precisa urgentemente de um novo olhar (não é à toa que a OMS colocou o burnout na sua lista de doenças). Movimento que começou com a aquisição da Cuidas, startup de atenção primária experiente nesse mercado.

Quem já é fã da Casa Alice {alguém não é?} vai gostar de saber que em 2022 teremos a abertura de novas casas em São Paulo. Todas com o mesmo objetivo: ser um ambiente acolhedor, que não se parece em nada com as clínicas e laboratórios tradicionais.

Estamos muito felizes em fechar o ano com esse grande impulso {hora de ligar o turbo!}. Agora, vamos com tudo fazendo a nossa parte e assumindo a nossa responsabilidade de tornar o mundo fique cada vez mais saudável.