Tornar o mundo mais saudável não é uma missão simples, e nós sabemos. Mas fica mais fácil quando a gente começa dentro de casa. 

Cuidar da saúde deve ser um compromisso tão importante quanto qualquer outro na agenda. Encontrar um tempo de qualidade para movimentar o corpo e se dedicar a uma atividade que lhe traga prazer deve ser uma prioridade. 

E aqui na Alice nós levamos isso a sério. Tão a sério que uma de nossas virtudes e pilar importante da nossa cultura é: Priorizamos nossa saúde e felicidade.

Mas como motivar um time de Pitayas a não pensar apenas no melhor cuidado da saúde de nossos membros, como também a olhar para a sua própria rotina e seus hábitos saudáveis?

Acreditamos que é importante cuidar de quem cuida

Sempre foi claro que para entregarmos a nossa missão de tornar o mundo mais saudável precisamos, antes de tudo, cuidar de quem cuida. 

Afinal, muitos dos obstáculos que os nossos membros enfrentam para adotar uma vida mais saudável, muitas vezes, são desafios que todos nós conhecemos, como, por exemplo, se manter motivado em uma rotina de atividades físicas.

“Existem muitas barreiras internas e externas para manter uma vida fisicamente ativa. Auxiliar na percepção dessas barreiras e entender como transformá-las em oportunidades é um dos papéis mais importantes que temos como preparadores físicos aqui na Alice”, explica Renata Antunes, preparadora física do Time de Saúde da Alice.

E foi justamente esse o gatilho que levou a nossa Pitaya Flávia Tozzi a pensar no desafio Saí do Sofá, uma jornada em que, ao longo de 20 dias no mês, os Pitayas se propõem a praticar alguma atividade para movimentar o seu corpo e cuidar da sua mente.  

“Mais que um desafio, o Saí do Sofá se tornou um projeto pessoal: ou eu criaria algo que eu fosse viver de verdade ou não faria o menor sentido”, compartilha Tozzi.

Pitayas já fizeram mais de 4.000 check-ins em canal do Slack

Como funciona o desafio Saí do Sofá

A primeira regra do desafio é bem clara: cada pessoa respeita o limite do seu corpo e vai no seu próprio tempo. A partir daí, cada Pitaya escolhe o seu objetivo mensal no desafio e passa a compartilhar check-ins em um canal de Slack, utilizado pelo time da Alice, com uma foto do seu exercício em andamento ou concluído.

Pode ser completar uma distância em uma corrida, ir à aula de dança duas vezes por semana ou simplesmente se alongar por 20 minutos. Não importa. O verdadeiro objetivo do desafio é que cada Pitaya tenha clara a sua intenção no cuidado com a sua saúde.

A Pitaya Tati Vitorino já está na sua terceira edição do desafio. Em pouco mais de três meses, ela viu a sua saúde melhorar integralmente.

“Comecei com um treino de 20 minutos por dia, depois passou para 25 minutos e comecei a encaixar os exercícios quando dava. Aos poucos, o meu Time de Saúde foi me ajudando a aumentar o volume e a frequência de treinos, e tudo foi melhorando: o meu sono, o meu humor, a minha disposição. E a maior prova disso é que o meu Score Magenta subiu 200 pontos!”, compartilha.

O Score Magenta é um indicador desenvolvido por meio de tecnologia proprietária da Alice e baseado nos melhores protocolos científicos, que permite avaliar como está a saúde das pessoas em pilares como hábitos, atividade física, saúde mental, alimentação e sono.

O desafio Saí do Sofá

  • Regra #1: Você respeita o limite do seu corpo.
  • Regra #2: Seguir a regra número 1.
  • Regra #3: Você define a sua meta mensal do desafio. A ideia é que seja algo que faça sentido para sua realidade, ok? É ir quatro vezes no mês na aula de dança? Caminhar duas vezes por semana? Levantar certo peso na academia? Correr uma meia maratona? Nadar cem metros rasos? Quem define é você! 
  • Regra #4: Ao longo do mês, poste fotos no canal da Alice #run_alice_run para que possamos acompanhar sua evolução rumo à meta e para incentivar outras Pitayas a participarem também. Pode ser foto dos pesos, do tênis, do relógio, da paisagem, selfie… Tá valendo tudo! 

Quando você concluir o desafio, é só mandar uma foto e escrever “Desafio Completo”.

Priorizamos a nossa saúde e a nossa felicidade

Desde que o projeto foi criado, ao longo dos últimos oito meses, foram compartilhados mais de 4.000 check-ins dos nossos Pitayas no canal coletivo do desafio.

O senso de comunidade, aliás, é o grande diferencial do Saí do Sofá. 

Por meio dos check-in, cada Pitaya se sente responsável não só pelo cuidado da sua saúde, mas em ser um motivador e – por que não? – uma inspiração para quem ainda não começou a se movimentar.

E para quem alcança a sua meta mensal, há prêmios personalizados como camisetas, óculos de sol e boné. Tudo com a carinha da Alice. 

Para cada mês com desafio completo, o Pitaya ganha Alice coins para trocar na nossa lojinha, onde encontra vários produtos.

Com Saí do Sofá, Tati Vitorino voltou a praticar exercícios regularmente

A experiência dos nossos Pitayas no desafio Saí do Sofá

Agora que você conheceu um pouco mais da nossa cultura e da nossa missão, vem entender como o desafio Saí do Sofá melhorou, na prática, a saúde de nossos Pitayas! 

Flávia Tozzi, criadora do desafio

A ideia do projeto rolou quando eu vi que o time de preparação física da Alice estava construindo uma comunidade de corrida. Eles queriam incentivar os Pitayas a se movimentarem e marcavam treinos de corrida em algumas regiões de São Paulo. 

Eu vi aquilo acontecendo, mas eu não me identifiquei de cara. Eu não consigo acordar às 7 da manhã e correr 10 km. Conversei com o pessoal que estava organizando os treinos e entendi que a ideia não era necessariamente sobre ver os Pitayas correndo, mas sim ver os Pitayas com intenção de ter uma vida mais saudável.  E foi aí que eu tive o clique: essa intenção eu também tenho. 

Mais que um desafio, o Saí do Sofá se tornou um projeto pessoal: ou eu criaria algo que eu fosse viver de verdade ou não faria o menor sentido. Eu estava acima do peso, realizando um tratamento há mais de dois anos de uma condição de saúde no fígado e em um modo workaholic em que eu só trabalhava e não me movimentava para nada. A minha vida social, a minha saúde mental e rotina de cuidados e de esporte estavam indo mal.

Então eu pensei: já que eu tenho um perfil mais competitivo, seria legal eu competir comigo mesma e no processo ter pessoas me incentivando e comemorando comigo minhas conquistas diárias – o tapinha nas costas ajuda, sabe? 

Eu queria uma comunidade de pessoas me incentivando e me dando o suporte necessário. Queria que as pessoas participassem das minhas conquistas. E mais: eu poderia ser recompensada com um “prêmio” por atingir minha meta de atividade física. Daí veio o formato de ganhar brindes se concluíssemos o desafio. E foi assim o Saí do Sofá foi desenhado. 

O projeto tinha que ser inclusivo. Ninguém precisa ter um smartwatch ou pagar academia para poder se exercitar. Nem precisa ter a obrigação de realizar um esporte ou atividade específica. Você levanta, faz alguma coisa pelo seu corpo, por você. E posta o check-in para ter a dimensão de quantas pessoas estão com você nessa. Sem querer, depois de 20 dias, você já criou um novo hábito. E 5 minutos não são mais suficientes. Quando você vê, já tem 30 minutos, ou mais, de exercício diário.

A atividade física se tornou tão parte da minha rotina que eu sinceramente já não sei mais viver sem. Eu descobri que a corrida e a bike não faziam sentido pra mim e que meu amor estava em compartilhar a quadra de tênis com meus amigos aos finais de semana. E durante a semana, eu me comprometo a me exercitar todos os dias por no mínimo 50 minutos.

Nesse processo, eu concluí o tratamento no fígado e perdi 13 quilos, com o apoio da Alice e do meu Time de Saúde. Mas a grande melhora, realmente, foi na minha saúde mental.

Tati Vitorino, uma das Pitayas mais assíduas no canal #run_alice_run

Eu tinha uma rotina de exercícios muito regradinha antes de ser mãe. Mas desde que a Liz nasceu, há quase três anos, eu estava com muita dificuldade em retomar a atividade física com uma criança em casa. Ainda mais na pandemia, quando as academias fecharam.

Mas desde que eu entrei na Alice,  com muita gentileza e cuidado, o meu Time de Saúde me ajudou. Eles sempre me falaram para eu voltar {às atividades físicas} com calma e foram adaptando os meu objetivos de saúde para a minha nova realidade. 

O desafio Saí do Sofá foi o empurrão que me faltava. Como eu estava no nosso canal de mensagens, eu sentia a obrigatoriedade de fazer o meu check-in diário. E isso foi bom porque pensava: “não posso perder, não posso perder”. 

Comecei com um treino de 20 minutos por dia, depois passou para 25 minutos e comecei a encaixar os exercícios quando dava. Aos poucos, o meu Time de Saúde foi me ajudando a aumentar o volume e a frequência de treinos  e tudo foi melhorando. 

Quanto mais eu me exercito, mais eu me sinto motivada a manter uma rotina constante de treinos. Porque quando eu treino, mesmo que seja só um pouquinho, meu humor é diferente, meu sono é diferente, meu rendimento, minha vontade de sair da inércia é outra. E a maior prova disso é que em pouco mais de três meses, de fevereiro a maio, o meu Score Magenta subiu 200 pontos.

Ter o apoio do grupo Saí do Sofá  – e a possibilidade de postar no canal da Alice – me dá uma sensação de responsabilidade de que eu não posso falhar com o meu compromisso. 

Afinal, ver o outro fazendo exercício te motiva a querer fazer também. Então, fazer o meu check-in é mais do que pensar em mim mesma e no meu treino. É saber que eu posso estar motivando outras pessoas a também serem mais saudáveis. 

E isso é uma verdade da Alice. Por meio do desafio, eu consegui acreditar ainda mais no nosso propósito. Porque na Alice a gente vive, de fato, as virtudes que a gente propõe.

Uma delas é “priorizamos a nossa saúde e a nossa felicidade”. E a maternidade também me trouxe essa reflexão: a Liz vai criar o hábito de se exercitar e ser saudável porque ela vai me ver como exemplo, e isso é muito bacana, porque nós podemos fazer atividades juntas. Então, que ela cante, pule, corra, brinque, que ela seja saudável!